Blog

Teste do Olhinho

Teste do Olhinho
Atualmente quase todos os pediatras já estão pedindo o teste do olhinho. Então, entenda o que é e qual a importância deste exame. O teste do olhinho consiste no exame oftalmológico do bebê. Ele deve ser feito o quanto antes. Em alguns locais o recém-nascido faz este exame antes de sair da maternidade. Quanto mais rápido fizer, melhor. Isto porque algumas doenças (como por exemplo, a catarata congênita) precisam ser tratadas imediatamente para garantir o melhor desenvolvimento visual do bebê. Neste exame observa-se a região externa dos olhos (ectoscopia): posição das pálpebras, presença de opacidades na parte anterior dos olhos, presença ou não de desvio ocular (estrabismo). Depois disto com a pupila da criança dilatada é observada a parte anterior do olho como córnea, Iris e cristalino. Neste exame será pesquisado principalmente a catarata congênita. A medida da pressão intra ocular pode ser feita com aparelho específico quando necessário ou de uma maneira mais grosseira, a tonometria bidigital. Neste método o oftalmologista pressiona levemente os olhos do bebê com os dedos tentando avaliar se a pressão ocular está normal ou alta. Por fim, faz-se o mapeamento de retina. Neste exame vamos avaliar o nervo óptico (importante para pesquisa de glaucoma congênito), mácula, vasos e periferia retiniana. Em crianças prematuras a avaliação da periferia da retina é muito importante, pois é neste local que aparecem os primeiros sinais da retinopatia da prematuridade. Quando esta alteração é diagnosticada precocemente é possível fazer o tratamento e garantir que a visão da criança seja preservada. Além destas doenças já citadas podemos identificar outras alterações que podem ser tratadas ou que precisam ser acompanhadas em intervalos menores ou até mesmo orientar os pais em casos de crianças que têm grave comprometimento da visão. Nestes casos, sabendo das dificuldades do filho os pais podem utilizar meios para estimular o desenvolvimento dos outros sentidos. Existem também óculos especiais, lupas e outros artifícios para ajudar as crianças com visão subnormal.

Deixe seu comentário